sábado, março 08, 2008

KS + AI = 53 WCTs

Li no blog coletivo Ondas um extrato interessante dos comentários de Nick Carroll no site Surfing The Mag sobre Kelly Slater e Andy Irons. Trocando em miúdos, a maior rivalidade do surfe mundial no novo milênio estaria evoluindo em algo mais... descontraído.

Da lista dos 10 maiores vencedores do Circuito Mundial, Slater e Irons são os dois únicos em atividade. Os outros oito - Tom Curren, Tom Carroll, Damien Hardman, Barton Lynch, Mark Richards, Martin Potter, Mark Occhilupo, Cheyne Horan e Shaun Tomson - já passaram para a categoria master.

Slater venceu 35 eventos WCT, recorde absoluto, dois a mais que Tom Curren, segundo na lista. Andy Irons venceu 18 (está em 5º), mas é o único que também consta entre os dez maiores vencedores do WQS: ele tem 12 troféus do Qualifying (está em 3º).

Dentre os top 45 deste ano, os próximos da lista - mas fora dos top 10 - são Mick Fanning (que após as 3 conquistas de 2007 chegou a 9 títulos), Joel Parkinson e Taj Burrow (ambos com 6 cada). Além dos cinco citados, outros nove surfistas da atual elite já venceram ao menos uma vez na primeira divisão: Bede Durbidge, Dean Morrison, Bobby Martinez, C.J. Hobgood, Taylor Knox, Damien Hobgood, Michael Campbell, Daniel Wills e - o único brasileiro - Neco Padaratz.

O comentário de Nick Carroll também tem uma referência curiosa aos surfistas brasileiros no tour.