quinta-feira, abril 05, 2018

Vitórias brasileiras no Circuito Mundial/WCT

Quinze brasileiros venceram 43 eventos da 1ª divisão do surfe mundial entre 1976 e 2018. Foram duas conquistas pelo antigo Circuito da IPS (em 1976 e 1977); quatro pelo da ASP (em 1990 e 1991); e as outras 37 pelo atual WT (1992-2018).

Vitórias no WT por surfista
11 - Gabriel Medina
7 - Adriano de Souza, Filipe Toledo
4 - Fábio Gouveia
2 - Flávio Padaratz, Neco Padaratz, Ítalo Ferreira
1 - Pepê Lopes, Daniel Friedman, Ricardo Tatuí, Victor Ribas, Peterson Rosa, Bruno Santos, Jadson André, Willian Cardoso

1ª - 1976 - Waimea 5000, Rio de Janeiro - Pepê Lopes
2ª - 1977 - Waimea 5000, Rio de Janeiro - Daniel Friedman
3ª - 1990 - Hang Loose Pro Contest, Guarujá - Fábio Gouveia
4ª - 1991 - Arena Surfmasters, Biarritz - Fábio Gouveia
5ª - 1991 - Alternativa Pro, Rio de Janeiro - Flávio Padaratz
6ª - 1991 - World Cup, Sunset Beach - Fábio Gouveia
7ª - 1992 - Marui Pro, Chiba - Fábio Gouveia
8ª - 1994 - Rip Curl Pro Landes, Hossegor - Flávio Padaratz
9ª - 1994 - Quiksilver Surfmasters, Biarritz - Ricardo Tatuí
10ª - 1995 - Gotcha Lacanau Pro, França - Victor Ribas
11ª - 1998 - Rio Marathon Surf, Rio de Janeiro - Peterson Rosa
12ª - 1999 - Gotcha Pro, Huntington Beach - Neco Padaratz
13ª - 2002 - Quiksilver Pro, Hossegor - Neco Padaratz
14ª - 2008 - Billabong Pro, Teahupoo - Bruno Santos
15ª - 2009 - Billabong Pro, Mundaka - Adriano de Souza
16ª - 2010 - Billabong Pro, Imbituba - Jadson André
17ª - 2011 - Billabong Pro, Rio de Janeiro - Adriano de Souza
18ª - 2011 - Quiksilver Pro, Hossegor - Gabriel Medina
19ª - 2011 - Rip Curl Pro, Portugal - Adriano de Souza
20ª - 2011 - Rip Curl Search, San Francisco - Gabriel Medina
21ª - 2013 - Rip Curl Classic, Bells Beach - Adriano de Souza
22ª - 2014 - Quiksilver Pro, Snapper Rocks - Gabriel Medina
23ª - 2014 - Fiji Pro, Tavarua - Gabriel Medina
24ª - 2014 - Teahupoo Pro, Tahiti - Gabriel Medina
25ª - 2015 - Quiksilver Pro, Gold Coast - Filipe Toledo
26ª - 2015 - Drug Aware Pro, Margaret River - Adriano de Souza
27ª - 2015 - Rio Pro, Barra da Tijuca - Filipe Toledo
28ª - 2015 - Quik Pro, Hossegor Gabriel Medina
29ª - 2015 - Moche Pro, Peniche - Filipe Toledo
30ª - 2015 - Pipemasters, Pipeline - Adriano de Souza
31ª - 2016 - Fiji Pro, Tavarua - Gabriel Medina
32ª - 2017 - Rio Pro, Saquarema - Adriano de Souza
33ª - 2017 - Corona Open, JBay - Filipe Toledo
34ª - 2017 - Hurley Pro - Filipe Toledo
35ª - 2017 - Quik Pro, Hossegor - Gabriel Medina
36ª - 2017 - Rip Curl Pro, Peniche - Gabriel Medina
37ª - 2018 - Rip Curl Pro, Bells Beach - Ítalo Ferreira
38ª - 2018 - Rio Pro, Saquarema - Filipe Toledo
39ª - 2018 - Bali Protected, Keramas - Ítalo Ferreira
40ª - 2018 - M.River/Uluwatu - Willian Cardoso
41ª - 2018 - Corona, JBay - Filipe Toledo
42ª - 2018 - Tahiti Pro, Teahupoo - Gabriel Medina
43ª - 2018 - Ranch Pro, Lemoore - Gabriel Medina

quarta-feira, abril 04, 2018

Todas as decisões de WT com brasileiros

Desde a criação do WT em 1992, houve 63 finais de campeonato do WT, envolvendo 17 brasileiros diferentes:

Total de participações em finais de WT:
18 - Gabriel Medina
13 - Adriano de Souza
7 - Filipe Toledo
3 - Fábio Gouveia, Peterson Rosa, Victor Ribas, Neco Padaratz, Ítalo Ferreira
2 - Jojó de Olivença, Flávio Padaratz, Guilherme Herdy, Jadson André
1 - Ricardo Tatuí, Armando Daltro, Bruno Santos, Caio Ibelli, Willian Cardoso

Esta contagem não considera a etapa na piscina em Lemoore/2018, que não teve baterias; 3 brasileiros competiram no round final, que teve Medina e Filipe Toledo nas duas primeiras colocações.
Apenas dez das decisões listadas foram no Brasil.
Em 36 delas o brasileiro sagrou-se campeão.
Três foram entre dois brasileiros: Neco Padaratz e Fábio Gouveia em Huntington/1999; Felipe Toledo e Ítalo Ferreira em Peniche/2015; e Adriano de Souza e Gabriel Medina em Pipeline/2015.
Oito tiveram a presença de Kelly Slater e quatro ele perdeu (para Flávio Padaratz em 1994, Jadson André em 2010, Adriano de Souza em 2011 e Gabriel Medina em 2014).

O recorde de participações é de 2015: 9 finais com brasileiros em uma temporada, incluindo duas entre conterrâneos, e seis vitórias.
A lista:

2018
Bells - Ítalo Ferreira 15.66 d. Mick Fanning 12.83
Saquarema - Filipe Toledo 17.1 d. Wade Carmichael 8
Bali - Ítalo Ferreira 18.87 d. Michel Bourez 9.83
M.River/Uluwatu - Willian Cardoso 15.57 d. Julian Wilson 14.43
Jeffreys Bay - Filipe Toledo 16.8 d. Wade Carmichael 15.33
Teahupoo - Gabriel Medina 13.5 d. Owen Wright 12.07

2017 - 7
Bells - Jordy Smith 18.9 d. Caio Ibelli 17.46
Saquarema - Adriano de Souza 17.63 d. Adrian Buchan 17.23
Jeffreys Bay - Filipe Toledo 18 d. Frederico Moraes 17.73
Teahupoo - Julian Wilson 18.96 d. Gabriel Medina 17.87
Trestles - Filipe Toledo 15.67 d. Jordy Smith 9.8
Hossegor - Gabriel Medina 16 d. Sebastian Zietz 9.3
Peniche - Gabriel Medina 13.26 d. Julian Wilson 10.94

2016 - 2
Fiji - Gabriel Medina 15.6 d. Matt Wilkinson 6.34
Hossegor - Keanu Asing 13.94 d. Gabriel Medina 7

2015 - 9
Pipeline - Adriano de Souza 10.07 d. Gabriel Medina 8.5
Peniche - Filipe Toledo 17.83 d. Ítalo Ferreira 17.13
Hossegor - Gabriel Medina 17.5 d. Bede Durbidge 9.44
Trestles - Mick Fanning 17.4 d. Adriano de Souza 16.44
Teahupoo - Jeremy Flores 16.87 d. Gabriel Medina 13.2
B. Tijuca - Filipe Toledo 19.87 d. Bede Durbidge 13.7
Margaret River - Adriano de Souza 17.53 d. JJ Florence 16.87
Bells - Mick Fanning 15.27 d. Adriano de Souza 15.27
Gold Coast - Filipe Toledo 19.6 d. Julian Wilson 14.7

2014 - 5
Pipeline - Julian Wilson 19.63 d. Gabriel Medina 19.2
Hossegor - JJ Florence 16 d. Jadson André 4.57
Teahupoo - Gabriel Medina 18.96 d. Kelly Slater 18.93
Tavarua - Gabriel Medina 18.4 d. Nat Young 14.77
Snapper Rocks - Gabriel Medina 16.33 d. Joel Parkinson 16.27

2013 - 3
Bells Beach - Adriano de Souza 16.26 d. Nat Young 15.83
Rio de Janeiro - Jordy Smith 17.8 d. Adriano de Souza 16.34
França - Mick Fanning 16.66 d. Gabriel Medina 15

2012 - 3
Peniche - Julian Wilson 16.26 d. Gabriel Medina 15.37
Fiji - Kelly Slater 18.16 d. Gabriel Medina 10.87
Gold Coast - Taj Burrow 15.86 d. Adriano de Souza 15.6

2011 - 4
Rio de Janeiro - Adriano de Souza 15.63 d. Taj Burrow 12.17
Hossegor - Gabriel Medina 17 d. Julian Wilson 16.1
Portugal - Adriano de Souza 15.67 d. Kelly Slater 14.73
San Francisco - Gabriel Medina 16.5 d. Joel Parkinson 10.9

2010 - 1
Imbituba - Jadson André 14.4 d. Kelly Slater 14

2009 - 3
Gold Coast - Joel Parkinson 18.83 d. Adriano de Souza 11.3
Imbituba - Kelly Slater 17.94 d. Adriano de Souza 14.67
Mundaka - Adriano de Souza 16.4 d. Chris Davidson 11.83

2008 - 1
Teahupoo - Bruno Santos 9.16 d. Manoa Drollet 6.83

2005 - 1
Imbituba - Damien Hobgood 12.3 d. Victor Ribas 11.5

2002 - 2
Hossegor - Neco Padaratz 23.85 d. Andy Irons 23.25
Mundaka - Andy Irons 22.75 d. Neco Padaratz 21.75

2000 - 4
Bells Beach - Sunny Garcia 23.05 d. Flávio Padaratz 21
Tavarua - Luke Egan 19.15 d. Guilherme Herdy 18
Jeffrey's Bay - Jake Paterson 23.5 d. Peterson Rosa 15.5
Lacanau - Rob Machado 20.85 d. Armando Daltro 17

1999 - 3
Tavarua - Mark Occhilupo 20.25 d. Victor Ribas 18.5
Huntington - Neco Padaratz 22.5 d. Fábio Gouveia 19.25
Mundaka - Mark Occhilupo 19.9 d. Guilherme Herdy 14.5

1998 - 1
Rio de Janeiro - Peterson Rosa 28.85 d. Michael Campbell 27.4

1997 - 1
Gold Coast - Kelly Slater 35.8 d. Peterson Rosa 27.45

1996 - 1
Biarritz - Kelly Slater 30.4 d. Jojó de Olivença 22.95

1995 - 1
Lacanau - Victor Ribas 30.67 d. Todd Holland 26.6

1994 - 3
Saint Leu - Sunny Garcia 26.67 d. Jojó de Olivença 25.68
Hossegor - Flávio Padaratz 29.46 d. Kelly Slater 28.77
Biarritz - Ricardo Tatuí 26.64 d. Jeff Booth 23.26

1993 - 1
Rio de Janeiro - Dave Macaulay 28.2 d. Fábio Gouveia 21.2

1992 - 1
Marui - Fábio Gouveia 25.3 d. Jeff Booth 18.6

Antes da criação do WCT, entre 1976 e 1991, houve doze finais no circuito mundial com a participação de sete brasileiros. Apenas uma foi entre conterrâneos (Daniel Friedman e Pepê Lopes, em 1977).

Total de participações em finais na era pré-WCT:
3 - Fábio Gouveia, Flávio Padaratz, Pepê Lopes
1 - Daniel Friedman, Ismael Miranda, Valdir Vargas, Roberto Valério

1991 - 3
Biarritz - Fábio Gouveia d. Martin Potter
Rio de Janeiro - Flávio Padaratz d. Sunny Garcia
Sunset - Fábio Gouveia, Richie Collins, ...

1990 - 2
Rio de Janeiro - Brad Gerlach d. Flávio Padaratz
Guarujá - Fábio Gouveia d. Matt Hoy

1989 - 1
Durban - Brad Gerlach d. Flávio Padaratz

1982 - 1
Rio de Janeiro - Terry Richardson d. Roberto Valério

1981 - 1
Rio de Janeiro - Cheyne Horan d. Valdir Vargas

1980 - 1
Rio de Janeiro - Joey Buran d. Ismael Miranda

1977 - 1
Rio de Janeiro - Daniel Friedman d. Pepê Lopes

1976 - 2
Rio de Janeiro - Pepê Lopes d. Jeff Crawford
Pipeline - Rory Russell (...) Pepê Lopes, em sexto

Total de participações em 75 finais de 1976 a 2018
18 - Gabriel Medina
13 - Adriano de Souza
7 - Filipe Toledo
6 - Fábio Gouveia
5 - Flávio Padaratz
3 - Pepê Lopes, Peterson Rosa, Victor Ribas, Neco Padaratz, Ítalo Ferreira
2 - Jojó de Olivença, Guilherme Herdy, Jadson André
1 - Daniel Friedman, Ismael Miranda, Valdir Vargas, Roberto Valério, Ricardo Tatuí, Armando Daltro, Bruno Santos, Caio Ibelli, Willian Cardoso

Mais: Todos os Mundiais/WCT no Brasil
Todas as vitórias brasileiras no WCT

sábado, março 31, 2018

Retrospecto brasileiro em Bells Beach

Um dos campeonatos de surfe mais antigos do mundo e atual segunda etapa do WT, o Rip Curl Pro Bells Beach teve sua 57ª edição em 2018.
Os melhores resultados brasileiros foram as vitórias de Adriano de Souza (2013) e Ítalo Ferreira (2018). Três foram vices: Flávio Padaratz (em 2000, quando o evento foi decidido em Gibson Steps), Adriano de Souza (2015) e Caio Ibelli (2017).

2018 11 brasileiros: Ítalo Ferreira (campeão, derrotou Mick Fanning na final), Gabriel Medina (SF), Jessé Mendes, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Willian Cardoso (R3), Ian Gouveia, Yago Dora, Caio Ibelli, Michael Rodrigues, Tomas Hermes (R2).

2017 9 brasileiros: Caio Ibelli (vice, perdeu para Jordy Smith), Filipe Toledo, Adriano de Souza (QF), Wiggolly Dantas (R5), Gabriel Medina (R3), Samuel Pupo, Jadson André, Ian Gouveia, Miguel Pupo (R2).

2016 8 brasileiros: Ítalo Ferreira (SF, perdeu para Matt Wilkinson), Wiggolly Dantas (QF), Caio Ibelli (R5), Miguel Pupo, Adriano de Souza, Gabriel Medina (R3), Alex Ribeiro, Jadson André (R2).

2015 7 brasileiros: Adriano de Souza (vice, perdeu para Mick Fanning), Filipe Toledo, Gabriel Medina (QF), Jadson André (R5), Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Ítalo Ferreira (R2).

2014 6 brasileiros: Adriano de Souza (QF, perdeu para Taj Burrow), Gabriel Medina (R5), Filipe Toledo, Miguel Pupo (R3), Raoni Monteiro, Jadson André (R2).

2013 6 brasileiros: Adriano de Souza (Campeão, derrotou Nat Young na final), Willian Cardoso, Filipe Toledo (QF), Raoni Monteiro (R5), Gabriel Medina, Alejo Muniz (R3).

2012 7 brasileiros: Adriano de Souza (R5, perdeu para Josh Kerr), Jadson André, Raoni Monteiro, Gabriel Medina (R3), Alejo Muniz, Heitor Alves, Miguel Pupo (R2).

2011 6 brasileiros: Adriano de Souza (SF, perdeu para Joel Parkinson), Jadson Andre (QF), Heitor Alves, Alejo Muniz (R3), Raoni Monteiro, Gabriel Medina (R2).

2010 5 brasileiros: Adriano de Souza (QF, perdeu para Taj Burrow), Jadson Andre (R4), Gabriel Medina, Neco Padaratz (R3), Marco Polo (R2).

2009 3 brasileiros: Jihad Kohdr (R2, perdeu para Tom Whitaker), Adriano de Souza (para Drew Courtney), Heitor Alves (R1).

2008 6 brasileiros: Neco Padaratz (R4, perdeu para Joel Parkinson), Adriano de Souza (para Mick Fanning), Jihad Khodr, Rodrigo Dornelles (R3), Leonardo Neves, Heitor Alves (R2).

2007 7 brasileiros: Leonardo Neves (R4, perdeu para Tom Whitaker), Raoni Monteiro, Rodrigo Dornelles, Bernardo Miranda, Adriano de Souza (R3), Neco Padaratz, Victor Ribas (R2).

2006 8 brasileiros: Paulo Moura (R4, perdeu para Shaun Cansdell), Victor Ribas, Marcelo Nunes (R3), Jihad Khodr, Adriano de Souza, Yuri Sodre, Pedro Henrique, Peterson Rosa (R2).

2005 8 brasileiros: Marcelo Nunes (R3, perdeu para Luke Egan), Peterson Rosa (para Dean Morrison), Victor Ribas (para Joel Parkinson), Neco Padaratz (para Taj Burrow), Jean da Silva, Renan Rocha, Raoni Monteiro, Paulo Moura (R2).

2004 8 brasileiros: Guilherme Herdy (R4, perdeu para Mick Fanning), Paulo Moura (para Taj Burrow), Victor Ribas, Neco Padaratz, Marcelo Nunes, Raoni Monteiro (R3), Peterson Rosa, Armando Daltro (R2).

2003 9 brasileiros: Guilherme Herdy (QF, perdeu para Mick Fanning), Neco Padaratz (R4), Fábio Gouveia, Paulo Moura, Victor Ribas, Armando Daltro, Flavio Padaratz (R3), Danilo Costa, Peterson Rosa (R2).

2002 10 brasileiros: Renan Rocha (QF, perdeu para Andy Irons), Flávio Padaratz (R4), Fábio Gouveia, Neco Padaratz, Marcelo Nunes, Rodrigo Dornelles, Peterson Rosa, Guilherme Herdy (R3), Victor Ribas, Paulo Moura (R2).

2001 11 brasileiros: Peterson Rosa(R4, perdeu para Mick Fanning), Flávio Padaratz (para Daniel Wills), Fábio Gouveia, Armando Daltro, Guilherme Herdy, Rodrigo Dornelles, Neco Padaratz (R3), Joca Júnior, Paulo Moura, Marcelo Nunes, Renan Rocha (R2).

2000 9 brasileiros: Flávio Padaratz (vice, perdeu a final para Sunny Garcia), Peterson Rosa (QF), Armando Daltro, Renan Rocha (R4), Yuri Sodré, Guilherme Herdy, Victor Ribas (R3), Neco Padaratz, Fábio Gouveia (R2).

1999 7 brasileiros: Fábio Gouveia (QF, perdeu para Todd Prestage), Guilherme Herdy (R4), Christiano Spirro, Victor Ribas (R3), Peterson Rosa, Renan Rocha, Armando Daltro (R2).

1998 8 brasileiros: Peterson Rosa (SF, perdeu para Shane Dorian), Victor Ribas, Guilherme Herdy, Neco Padaratz (R3), Renan Rocha, Fábio Silva, Armando Daltro, Jojó de Olivença (R2).

1997 7 brasileiros: Peterson Rosa (R4, perdeu para Matt Hoy), Armando Daltro, Joca Júnior, Neco Padaratz, Guilherme Herdy, Victor Ribas (R3), Jojó de Olivença (R2).

1996 8 brasileiros: Guilherme Herdy (QF, perdeu para Barton Lynch), Fábio Gouveia, Peterson Rosa, Jojó de Olivença, Victor Ribas (R3), Renato Wanderley, Renan Rocha, Flávio Padaratz (R2).

1995 9 brasileiros: Renan Rocha (QF, perdeu para Matt Hoy), Victor Ribas, Flávio Padaratz (R4), Jojó de Olivença, Ricardo Tatuí, Fábio Gouveia (R3), Amaury Piu Pereira, Peterson Rosa, Guilherme Herdy (R2).

1994 8 brasileiros: Fábio Gouveia (R4, perdeu para Damien Hardman), Renan Rocha, Victor Ribas, Peterson Rosa, Jojó de Olivença (R3), Ricardo Tatuí, Tinguinha Lima, Flávio Padaratz (R2).

1993 3 brasileiros: Flávio Padaratz (SF, perdeu para Barton Lynch), Fábio Gouveia (R4), Peterson Rosa (R3).

1992 2 brasileiros: Fábio Gouveia e Flávio Padaratz, ambos eliminados após as três fases no sistema round robin que antecederam as oitavas-de-final.

No período anterior a criação do WCT o campeonato era precedido por uma triagem, que podia ter dezenas de inscritos e mais de uma fase. Segue o levantamento dos brasileiros que disputaram o evento principal em cada ano.

1991 3 brasileiros: Flávio Padaratz (R3, perdeu para Derek Ho), Fábio Gouveia (para Simon Law), Peterson Rosa (R1).

1990 2 brasileiros: Amaury Piu Pereira (R1, perdeu para Stuart Bedford Brown), Fábio Gouveia (para Rob Page).

1989 1 brasileiro: Fábio Gouveia (R1, perdeu para Derek Ho).

Entre 1988 a 1984 nenhum brasileiro chegou ao evento principal. Em 1983, Otaviano Taiu Bueno terminou em 17º (o evento não fez parte do circuito mundial).

1982 1 brasileiro: Valdir Vargas (R2, perdeu para Mark Richards).

Antes de 1982, nenhum brasileiro chegou ao evento principal


Veja todos os campeões do Rip Curl Pro Bells Beach


Neco Padaratz, Bells Beach. Mais fotos na galeria do site do evento.

domingo, março 25, 2018

Os 26 Mundiais Amadores da ISA

Em 26 Mundiais de equipes realizados pela ISA entre 1978 e 2017, a Austrália leva ampla vantagem - venceu 12. Os outros 14 títulos ficaram entre seis países, inclusive o Brasil, que alcançou sua única conquista em casa, em 2000. O Peru venceu 3 vezes (2010, 2014 e 2016). O Brasil terminou entre os três primeiros em treze edições (onze delas seguidas, entre 1988 a 2008).

Número de títulos por equipe:
12 - Austrália
5 - EUA
3 - África do Sul
3 - Peru
1 - Brasil, Costa Rica, França


2017 Panamá - França|Portugal|Espanha|México
2016 Costa Rica - Peru|Portugal|EUA|França
2015 Nicarágua - Costa Rica|Portugal|EUA|Peru
2014 Peru - Peru|Austrália|Argentina|Costa Rica
2013 Panamá - África do Sul|Austrália|Peru|Brasil
2013 China - Austrália|Brasil|Hawaii|França
2012 China - Austrália|França|EUA|Peru
2011 Panamá - Austrália|Brasil|França|Argentina
2010 Peru - Peru|Austrália|África do Sul|Brasil
2009 Costa Rica - EUA|França|Austrália|Hawaii
2008 Portugal - Austrália|EUA|Brasil|França
2006 EUA - Austrália|Brasil|EUA|África do Sul
2004 Equador - Austrália|Brasil|África do Sul|Peru
2002 África do Sul - África do Sul|Austrália|Brasil|França
2000 Brasil - Brasil|Hawaii|Austrália|África do Sul
1998 Portugal - Austrália|Brasil|África do Sul|Portugal
1996 EUA - EUA|Brasil|Austrália|Hawaii
1994 Brasil - Austrália|Brasil|Hawaii|África do Sul
1992 França - Austrália|EUA|Brasil|África do Sul
1990 Japão - Austrália|EUA|Brasil|Tahiti
1988 Porto Rico - Austrália|EUA|Brasil|Hawaii
1986 Inglaterra - EUA|Austrália|Hawaii|França
1984 EUA - EUA
1982 Austrália - Austrália
1980 França - EUA
1978 África do Sul - África do Sul|EUA|Grã Bretanha

quinta-feira, março 15, 2018

2018 - O título mundial feminino em disputa

O World Tour feminino tem dez etapas previstas em 2018.

1ª | Roxy Pro - Gold Coast/Austrália, 11-22/3
Lakey Peterson (EUA)/Keely Andrew (AUS)

2ª | Rip Curl Women's Pro - Bells Beach/Austrália, 28/3-8/4
Stephanie Gilmore (AUS)/Tatiana Weston-Webb (HAW)

3ª | Margaret River Pro - M.River e Uluwatu, abril/junho
Johanne Defay (FRA)/Tatiana Weston-Webb (BRA)

4ª | Oi Rio Womens Pro - Saquarema, RJ/Brasil, 11-20/5
Stephanie Gilmore (AUS)/Lakey Peterson (EUA)

5ª | Corona Bali Protected - Keramas/Bali, 27/5-9/6
Lakey Peterson (EUA)/Tyler Wright (AUS)

6ª | Corona Open JBay - Jeffreys Bay/África do Sul, 6-16/7
Stephanie Gilmore (AUS)/Lakey Peterson (EUA)

7ª | Vans Us Open - Huntington Beach/EUA, 30/7-5/8
Courtney Conlogue (EUA)/Stephanie Gilmore (AUS)

8ª | Surf Ranch Lemoore - Lemoore, Califórnia/EUA, 5-9/9
Carissa Moore (HAW)/Stephanie Gilmore (AUS)

9ª | Roxy Pro - Hossegor/França, 3-14/10
Courtney Conlogue (EUA)/Macy Callaghan (AUS)

10ª | Hawaii Womens Pro - Honolua Bay/Hawaii, 25/11-6/12

Mais: Campeãs Mundiais

Todos os brasileiros que competiram no WCT

Antes da criação dos circuitos WT e WQS, em 1992, os campeonatos mundiais eram abertos e precedidos por triagens, que chegavam a ter uma centena de inscritos e várias fases. Com o concepção da elite, as etapas da primeira divisão passaram a ser exclusivas aos tops e convidados - e competir entre eles tornou-se privilégio.

Pelas contas do Datasurfe, 89 brasileiros já participaram de pelo menos uma bateria do World Tour, desde 1992. A lista inclui de veteranos que integraram a elite por mais de uma década até convidados que tiveram uma única chance:

Adriano de Souza, Alejo Muniz, Alexandre Almeida, Alex Ribeiro, Amaury Piu Pereira, Armando Daltro, Bernardo Miranda, Bino Lopes, Bruno Santos, Caio Ibelli, Carlos Burle, Carybean Heleodoro, Crhistiano Spirro, Danilo Costa, David do Carmo, David Silva, Diego Rosa, Fábio Carvalho, Fábio Gouveia, Fábio Nunes, Fábio Silva, Fabrício Machado, Felipe Dantas, Filipe Toledo, Flávio Costa, Flávio Padaratz, Gabriel Medina, Guga Arruda, Guilherme Ferreira, Guilherme Gross, Guilherme Herdy, Gustavo Fernandes, Heitor Alves, Hemerson Marinho, Hizunomê Bettero, Ian Gouveia, Igor Morais, Italo Ferreira, Jadson André, Jano Belo, Jean da Silva, Jessé Mendes, Jihad Khodr, João Gutemberg, Joca Júnior, Jojó de Olivença, Leonardo Neves, Lucas Silveira, Marcelo Nunes, Marcelo Trekinho, Márcio Farney, Marco Fernandez, Marco Polo, Messias Félix, Michel Rodrigues, Miguel Pupo, Neco Padaratz, Odirlei Coutinho, Pablo Paulino, Paulo Moura, Pedro Henrique, Pedro Muller, Pedro Norberto, Peterson Crisanto, Peterson Rosa, Plínio Ribas, Rafael Becker, Raoni Monteiro, Renan Rocha, Renato Galvão, Renato Wanderley, Ricardo dos Santos, Ricardo Ortiz, Ricardo Tatuí, Ricardo Toledo, Rodrigo Dornelles, Ronnie Martins, Samuel Pupo, Sérgio Noronha, Simão Romão, Tadeu Pereira, Tânio Barreto, Tinguinha Lima, Victor Ribas, Tomas Hermes, Wiggolly Dantas, William Cardoso, Yago Dora e Yuri Sodré.


Brasileiros no WCT por ano
Brasileiros no WCT Brasil por ano

segunda-feira, março 12, 2018

2018 - O 43º título mundial em disputa

Etapas
O Championship Tour do World Surf League (WSL) tem onze etapas previstas em 2018.

1ª | Quiksilver Pro - Julian Wilson (AUS)/Adrian Buchan (AUS)
Gold Coast/Austrália – 11 a 22 de março

2ª | Rip Curl Pro - Ítalo Ferreira (RN)/Mick Fanning (AUS)
Bells Beach/ Austrália – 28 março a 8 de abril

3ª | Drug Aware Pro - Willian Cardoso (SC)/Julian Wilson (AUS)
Margaret River, Austrália/Uluwatu, Bali – abril e junho

4ª | Rio Pro - Filipe Toledo (SP)/Wade Carmichael (AUS)
Saquarema, Rio de Janeiro/Brasil – 10 a 19 de maio

5ª | Bali Pro - Ítalo Ferreira (RN)/Michel Bourez (TAH)
Keramas Beach, Bali/Indonésia – 27 de maio a 9 de junho

6ª | Corona J-Bay Open - Filipe Toledo (SP)/Wade Carmichael (AUS)
Jeffrey's Bay – 2 a 13 de julho

7ª | Tahiti Pro - Gabriel Medina (SP)/Owen Wright (AUS)
Teahupoo/Tahiti – 10 a 21 de agosto

8ª | Surf Ranch - Gabriel Medina (SP)/Filipe Toledo (SP)
Lemoore, Califórnia/EUA – 5 a 9 de setembro

9ª | Quiksilver Pro France - Julian Wilson (AUS)/Ryan Callinan (AUS)
South West Coast/França – 3 a 14 de outubro

10ª | Rip Curl Pro Portugal
Peniche/Portugal – 16 a 27 de outubro

11ª | Billabong PipeMasters
Pipeline/Hawaii - 8 a 20 de dezembro