sexta-feira, dezembro 28, 2007

1966 - World Championship Event

World Championship Event
Local: Ocean Beach, San Diego, Califórnia, EUA
Data: 26 de setembro a 2 de outubro de 1966

Resultado
1º. Nat Young (AUS)
2º. Jock Sutherland (HAW)
3º. Corky Carroll (EUA)
4º. Steve Bigler (EUA)
5º. Rodney Gopher Sumpter (GBR)


Informações complementares:
Houve três dias de disputa. A competição foi adiada no primeiro por falta de ondas. No dia seguinte, começou em North Jetty, com esquerdas de 6 pés. David Nuuhiwa terminou em primeiro e Nat Young em segundo. De acordo com Young, "Nuuhiwa era o melhor nose rider que já vi surfar (...) um goofyfooter que todas as revistas diziam que adora esquerdas de 6 pés (...) hang ten, hang five, hang ten de novo, pensei que ele nunca voltaria do bico da prancha. Nose rides de 5 ou 6 segundos eram comuns e a mais longa foi oficialmente cronometrada em 10.1 segundos (...) ele repetia isso onda a onda". Nuuhiwa usava uma prancha 10'6; segundo Young, "as pranchas norte-americanas facilitavam o nose-riding porque eram mais longas".
O segundo dia de disputas teve ondas de 4 pés em Ocean Beach, um beachbreak de direitas. Nuuhiwa foi eliminado "ao não surfar o número requisitado de ondas para chegar à final". Nat Young usou a prancha batizada de "Magic Sam", shapeada por ele (e laminada por Darryl Holmes) após experiências na Austrália com Bob McTavish e George Greenough. A prancha era menor e mais leve que as usadas na época e, segundo Young, tinha um design de quilha inovador idealizado por Greenough "(...) que nos permitia entrar em áreas da onda onde podíamos acelerar mais (...) a habilidade de entubar e sair do tubo movimentando a prancha e aplicando pressão foi uma verdadeira revelação, como tirar uma venda dos olhos."
Young venceu o segundo dia e abriu uma vantagem de 193 pontos, conquistando o título por antecipação. O terceiro dia foi também realizado em Ocean Beach e Young venceu novamente.
Foi a primeira vez que um evento mundial foi conquistado por um surfista fora de seu país de origem. O havaiano Jock Suterland e os norte-americanos David Nuuhiwa e Corky Carrol eram considerados favoritos.
Foi o primeiro ano em que os surfistas podiam surfar quantas ondas quisessem - sendo que somente as quatro maiores notas contavam - e o último campeonato mundial disputado com longboards.
Segundo Mike Doyle, foi o maior campeonato de surfe realizado até então nos EUA, com público estimado em 80 mil pessoas. Foi a primeira vez que a imprensa norte-americana cobriu um campeonato de surfe como evento esportivo.
A competição evidenciou mudanças na técnica e no estilo de surfar - segundo Doyle, "ficou marcado pelo confronto entre duas escolas diferentes, o 'californian cruise' (de Nuuhiwa, Dru Harrison, etc, que usavam a prancha como plataforma para manobras) e o power style australiano (de Nat Young, Peter Drouyn) que usavam as pranchas para atacar as ondas, indo em lugares nunca utilizados antes”.
Segundo Jeff Hackman, a vitória e a performance de Nat Young no evento "foram um marco na história do surfe".

Da biografia de Nat Young:
"Sentados em volta da fogueira, conversando sobre pranchas e estratégias para o Campeonato Australiano, todos concordamos a respeito de um fato: em 1966, haviam dois estilos distintos de surfe (...) o mais antigo e funcional, melhor descrito como relaxado, seguro, faça os mínimos movimentos e apenas o que a onda permite (...) era suave, fluído e bonito de assistir, e Midget era seu principal expoente. O outro estilo foi apelidado de power (força, poder) e foi desenvolvido por nós três (Young, Bob McTavish e George Greenough) em volta do fogo. Nós brincávamos que era tudo culpa de George, que despertou nossa atenção para a quilha e em como construí-la de forma a conseguir aceleração".

Fontes: Legendary Surfers/ Surfresearch (foto e especificações da Magic Sam) / Matéria sobre Nat Young e a mágica Sam no Surfa.com.au.

Mais: Todos os campeões mundiais
Todos os eventos cadastrados de 1966

1 Comentários:

Willian Anjos disse...

Há algum parentesco entre o atual Nat Young e esse campeão nos anos 60?