sexta-feira, fevereiro 09, 2007

1988 - 1ª etapa do Circuito Brasileiro

4º Op Pro
1ª etapa do Circuito Brasileiro (Abrasp)
Local: Quebra-mar, Rio de Janeiro
Data: 16 a 24 de janeiro de 1988

Resultado
1º. Roberto Casquinha (RJ)
2º. Fernando Bittencourt (RJ)
3º. Ricardo Toledo (SP)
3º. Jojó de Olivença (BA)
5º. Tinguinha Lima (SP)
5º. Rodolfo Lima (SP)
5º. Ricardo "Tatuí" Aguiar (RJ)
5º. Amaro "do Tombo" Matos (SP)

Semifinais
Roberto Casquinha d. Jojó de Olivença
Fernando Bittencourt d. Ricardo Toledo

Quartas-de-final
Roberto Casquinha d. Ricardo Tatuí
Jojó de Olivença d. Rodolfo Lima
Fernando Bittencourt d. Tinguinha Lima
Ricardo Toledo d. Amaro do Tombo

Resultado Mirim
1º. Neco Padaratz, Dedé Farah

Resultado Kneeboard
1º. Sérgio Peixe, Marcelo Julian

Resultado Longboard
1º. Wadhy Mansur, Ugo Caiado

Resultado Feminino
1º. Brigite Mayer, Joinedile do Vale


Informações complementares:
Antes do evento começar houve uma "ameaça de greve" por parte dos surfistas, que queriam um reajuste nos valores da premiação - a mesma do ano anterior, em uma época de inflação alta. Em sua matéria na revista Inside, Bicudo dedica os primeiros nove parágrafos ao fato. Pela primeira vez, os surfistas elegeram oito representantes (Ricardo Bocão, Rodolfo Lima, Frederico D´Orey, Tinguinha Lima, Paulo Rabello, Maurício Orelhinha, Adalvo Argolo e David Husadel) que participaram de uma tensa reunião, que atravessou a noite, com patrocinadores do circuito. Ao final, Sidão, da Op, concordou em aumentar a premiação de US$ 10 mil para US$ 15 mil.
Foi a primeira vez que o Op Pro foi realizado fora da Joaquina e marcou o retorno de competições de porte nacional ao Rio de Janeiro. O campeonato abriu o segundo circuito brasileiro de surfe profissional. Na semana anterior ao evento rolou onda direto, mas no primeiro dia de competição o mar estava flat. O mar reagiu nos últimos dias e no domingo decisivo uma ondulação de leste com vento sul impulsionou ondas de até cinco pés para o encerramento do campeonato.
Devido ao grande número de inscritos, foi realizada uma triagem com quase 200 atletas amadores, que classificou 44 para seguirem na disputa. Eles enfrentaram os primeiros profissionais na quarta fase, definindo 32 classificados, que enfrentaram do 31º ao 64º do ranking do ano anterior. Os vencedores enfrentaram os back 14 mais dois wildcards na fase seguinte, que antecedeu a entrada dos top 16 na competição.
Ricardo Tatuí foi o amador melhor classificado, em quinto, após passar dez fases. O campeão Roberto Casquinha era amador até o começo de 1987. Vencedor do Intercâmbio Brasil x EUA em 1986, ele formou-se nos circuitos amadores da Barra da Tijuca e foi o primeiro ex-amador a vencer uma etapa nacional.
No domingo a noite houve entrega de prêmios aos Top 16 de 1987 (antes, Marcos Bicudo foi assistir a um show do Legião Urbana).

Fonte: matéria de nove páginas na edição nº 20 da revista Inside (fevereiro e março/1988), com texto de Marcos Bicudo e fotos de Alberto Dias e Ricardo Werneck.

Mais: Todas as etapas do Brasileiro 1988
Todos os eventos cadastrados de 1988

0 Comentários: